A criança e o brinquedo: a importante relação entre eles

O ato de brincar não exige, necessariamente, um objeto. Ele pode acontecer por meio dos jogos simbólicos, mas conhecido como “brincadeiras de faz-de-conta”. Porém, quando se faz uso dos brinquedos, amplia-se a possibilidade de simbolismo, de criatividade, de raciocínio, autoconfiança, autonomia e socialização. É por meio da brincadeira que ela conquista as suas maiores aquisições.

Quantas vezes observamos jogos de encaixes se transformando em robôs, prédios, trens, pessoas… Quando uma criança brinca, sem a interferência de um adulto, muitas coisas sérias acontecem! Envolvida na atividade lúdica, organiza-se todo o seu ser em função da sua ação. Quanto mais a criança brinca, mais estará exercitando sua capacidade de concentrar a atenção de descobrir, de criar e de permanecer em atividade. Brincando com amigos, desenvolve seu senso de companheirismo, aprende a conviver e compartilhar. A criança reflete e descobre como agir em situações que vão reproduzir ao longo da vida, no convívio social.

Acreditando na importância da brincadeira e na relação que se estabelece com o brinquedo, fortalece todo esse desenvolvimento.

fonte:csa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *