Especialista fala sobre cuidados com brinquedos para crianças

É necessário cautela na hora de escolher os presentes. Pais devem adequar o brinquedo à idade da criança.

bebe-colocando-o-brinquedo-na-boca-chubykin-arkady-shutterstock-0000000000003C31.jpg (560×420)

Segundo a professora da Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal do Pará (UFPA), Francilene Belo, é importante que os brinquedos estejam adequados de acordo com a idade da criança. Além disso, qualquer brinquedo ou objeto que tenha capacidade de se fragmentar pode se transformar em um perigo para as vias aéreas. “Crianças contumam colocar muita coisa na boca, principalmente na chamada fase oral, compreendida abaixo dos 5 anos de idade. Nesses casos, os fragmentos engolidos podem obstruir as vias aéreas, comprometendo a respiração”, explica.

De acordo com a especialista, também é necessário observar os materiais dos quais são feitos os brinquedos. “No caso de embalagens plásticas, por exemplo, o risco é grande, pois o plástico pode colar na parede da traqueia e é muito dificil retirar a tempo de salvar a vida da vítima”, alerta .

Na hora de comprar os presentes, a professora dá algumas dicas: verificar na embalagem se o brinquedo é apropriado para a faixa etária da criança, prestar atenção se o brinquedo possui peças que poderiam se soltar facilmente. Outro alerta importante feito pela especialista é nunca confiar totalmente no que está escrito na embalagem.

“Muitas crianças ainda morrem no Brasil por asfixia resultante de materiais que se prendem em via aérea quando sao colocados na boca. Precisamos estar muito atentos durante a fase oral, pois acredito que seja uma das fases mais perigosas para nossos pequenininhos. Os melhores brinquedos são aqueles que não soltam peças ou não amolecem quando são molhados”, sugere.

(Fonte: G1)

2 thoughts on “Especialista fala sobre cuidados com brinquedos para crianças

  • Essa é uma matéria extremamente pertinente. Eu trabalho com crianças e sei dos cuidados que temos que ter com elas, e o mais importante, sempre respeitar a faixa etária.
    É comum vermos ainda crianças com brinquedos que não são para a sua idade e isso compromete a integridade e a saúde delas.
    Parabéns pela matéria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *